São João da Barra – abr/13

Feriadão e pé na estrada. Desta vez rumo a São João da Barra, com uma passadinha em São Francisco do Itabapoana, cidades do norte fluminense, esta última, na fronteira com o estado do Espírito Santo.

Às 04:25 da manhã saímos da cidade maravilhosa e passamos às 04:46 pelo pedágio da ponte rio-niterói (R$ 4,90). Mais pedágios ao longo da BR-101 (km252, km193, km123): todos no valor de R$ 3,30.

Uma parada estratégica no km98 (Posto Timbozão) para abastecimento e lanche. Após a cidade de Campos e cruzar o rio Paraíba do Sul, pegamos à direita e fomos direto para chegar ao munícipio limítrofe (com o ES) por uma estradinha de terra, muito boa por sinal, com um visual maravilhoso (aliado ao ótimo tempo que fazia).

Às 10:30 chegamos em São Francisco do Itabapoana, às 10:30, após 352 quilômetros rodados.

Conhecemos as mini-falésias da região e fomos até o farol e a divisa com o Espírito Santo.

Após conhecer a região, regressamos um pouco e nos instalamos em São João da Barra (118 km de distância de São Francisco do Itabapoana), no SESC de Grussaí. Apesar de estar em território fluminense, o SESC é administrado pelo lado mineiro. Por isso, em todo o seu “território” tem escrito: SESC mineiro de Grussaí.

O SESC tem vários atrativos dentro de seu território e resolvemos fazer o passeio de Maria Fumaça, que saía às 16:00 horas.

Um outro ponto interessante é o Taj Mahal (uma réplica em miniatura do templo indiano).

Para mais informações do SESC mineiro de Grussaí, acesse o site oficial: Visite o site do SESC mineiro de Grussaí

Nesta viagem, conhecemos também a praia de Atafona, uma aldeia e porto de pescadores que, nas últimas décadas, tornou-se um balneário para veranistas, provenientes sobretudo da vizinha cidade de Campos dos Goytacazes.

Atafona representa ainda o ponto em que o rio Paraíba do Sul, que passa pelos três Estados mais populosos e industriais do Brasil (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro) encontra o Oceano Atlântico.

Desde os anos 70, as águas do mar vêm invadindo trechos de praia mais próximos à foz do rio, engolindo casas e ruas.

Terça às 10:55 regressamos e após 307 km chegamos às 15:15 no Rio de Janeiro após os 3 pedágios da BR-101 de R$3,30 (km 123, 193 e 252) mais o pedágio da volta, na Rio-Manilha (km 300), no valor de R$3,30 também.

Dicas desta viagem:

1 – São Francisco do Itabapoana é uma cidade pequena e vale a pena conhecer, porém, em nossa opinião, não vale a pena só pra isso;
2 – Praia do Atafona também é um lugar obrigatório pra quem vai pra São João da Barra;
3 – o SESC Grussaí é bem família e tem vários atrativos em seu “território”, desde piscina com toboáguas, varias atividades esportivas (desde bocha e peteca até volley e futebol), maria fumaça, miniatura do Taj Mahal, casa de massagens, espetáculos noturnos, entre outros: Visite o site do SESC mineiro de Grussaí;

Voltar para VIAGENS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s